Os clientes são a razão de existência de toda e qualquer companhia. Sem eles, a atividade empresarial seria totalmente dispensável para o avanço da sociedade.

À medida em que os mercados foram amadurecendo, surgiram necessidades específicas para cada perfil de consumidor, tornando o cadastro de clientes indispensável para a sobrevivência das organizações de qualquer tamanho.

No Brasil, em especial, a partir de 2009, foi criado um regime especial de tributação para Micro Empreendedores Individuais (MEI) que formalizou milhões de trabalhadores autônomos.

Com o aumento no volume de concorrência gerado por essa regularização, a organização adequada do cadastro de clientes se tornou muito importante. No post de hoje vamos entender os motivos para criar e manter esse cadastro sempre atualizado.

1. Fidelização

 Philip Kotler, um dos gurus do marketing contemporâneo, estima que conquistar um novo cliente custa entre 5 e 7 vezes mais do que manter um cliente atual. Isso significa que, para sua empresa se manter competitiva, é primordial investir na satisfação da atual base de clientes.

Algumas ações simples podem ser adotadas, mas todas passam por um cadastro prévio de informações. Afinal, quem não gosta de ser chamado pelo nome? Ou receber uma oferta direcionada, que é exatamente o que precisa naquele momento?

A fidelização ainda traz um benefício indireto de economia com publicidade. Clientes satisfeitos tendem a fazer propaganda de forma espontânea, compartilhando com amigos e familiares sua experiência. Esse “boca a boca” é uma das formas mais rápidas de expandir seu mercado a custo quase zero.

2. Vendas complementares

Uma das melhores formas de aumentar a rentabilidade do seu negócio consiste em vender produtos ou serviços complementares. Numa analogia simples: quem compra a pizza normalmente vai comprar o refrigerante. Se não for com você, será com o seu concorrente.

O cadastro de clientes vai lhe permitir elaborar um perfil de consumo. A partir dele, é possível dimensionar a operação levando em conta o ticket médio e viabilidade do negócio ao longo do tempo, gerando insights que melhoram a rentabilidade por meio de promoções ou ajustando os preços.

3. Recorrência de compras

Saber as preferências do seu cliente vai lhe permitir vender de forma recorrente, sempre que surgir uma novidade que seja relevante. Imagine alguém que sempre compra o último modelo de iPhone assim que ele é lançado. Se o cliente apresenta esse perfil, e sua loja recebeu hoje as primeiras unidades do novo modelo, um bom cadastro vai lhe permitir contatar esse cliente e fazer uma venda que não estava planejada.

Ao mesmo tempo, oferecer esse aparelho para outro perfil de cliente será em vão. Ponto pro cadastro atualizado.

4. Aumento de renda

Manter contato com clientes eventuais, que não têm necessidade frequente do seu produto ou serviço, significa um custo de tempo e dinheiro desnecessário.

Ao manter um cadastro de clientes atualizado, é possível determinar quem são os clientes que valem a pena manter na base de dados e quem são aqueles que não têm interesse em retornar.

Focar em quem realmente pode gerar receita, evita o desperdício de recursos e torna sua empresa mais eficiente.

Agora que você já sabe como o cadastro de clientes pode fazer toda a diferença no seu negócio, que tal ajudar as outras pessoas a entenderem mais sobre essa prática? Aproveite para compartilhar o post nas redes sociais!