As promoções são muito usadas pelos lojistas para atrair consumidores e aumentar as vendas. No entanto, ao oferecer um preço mais baixo, quem vende acaba abrindo mão de parte da sua margem de lucro.

Felizmente, existem outras estratégias para atrair e fidelizar clientes que não dependem exclusivamente do preço. Para colocá-las em prática, o varejista precisa conhecer a diferença entre preço e valor.

Os nomes até são parecidos, mas os conceitos fazem muita diferença na hora de vender. E aí, quer conhecer mais sobre o assunto? Então, continue acompanhando para saber tudo sobre preço e valor!

O que é preço?

Quando se fala em preço, as cifras monetárias vêm a nossa cabeça e o conceito é por aí mesmo. Preço é o quanto um produto custa em reais, dólares, euros ou qualquer outra moeda. Ou seja, preço é a quantidade de dinheiro necessária para adquirir uma mercadoria ou serviço.

O que é valor?

O valor, em contrapartida, é muito mais subjetivo. Ele é uma medida dada por quem compra, e não por quem vende. O valor representa os benefícios que aquele produto ou serviço oferece ao seu dono. O mesmo produto pode ter um valor diferente, dependendo de quem compra.

Vamos a um exemplo! Imagine que você está passeando e, de repente, o salto do seu sapato quebra ou a sola dele se solta. Uma tragédia, não é mesmo? Naquele momento, você só quer chegar à próxima sapataria e encontrar um substituto o mais rápido possível.

Assim, ao finalmente encontrar uma loja, um sapato novo tem um enorme valor e você pagará qualquer preço por ele. Resolvido o problema, você pode passar em frente a 10 sapatarias e nem sequer olhar para a vitrine, afinal, um sapato novo já não e tão importante, isto é, não tem mais tanto valor.

Quais as diferenças entre preço e valor?

O preço é algo palpável e fácil de ser quantificado e comparado. O valor, por outro lado, depende de inúmeros fatores e é completamente dependente do cliente. Você pode tentar vender um produto incrível, mas se o cliente não enxergar valor nele, nem mesmo o preço baixo vai ser capaz de convencê-lo.

Portanto, podemos dizer que o preço baixo é apenas um dos valores que o lojista pode oferecer. Junto com ele, você deve conhecer o seu público e treinar seus vendedores para oferecerem valores que vão além do preço.

Como eu posso oferecer valor ao meu cliente?

O preço baixo você já conhece, mas que tal aprender mais sobre outros valores? Veja agora o que mais você pode fazer para encantar os clientes!

Qualidade

A qualidade dos produtos e serviços oferecidos é sempre observada. Por mais barata que seja, por exemplo, uma bolsa, você não quer que ela rasgue na primeira semana de uso, não é mesmo? Portanto, preze sempre pela qualidade dos seus produtos.

Atendimento

Quase todo mundo já vivenciou uma situação em que nem queria tanto fazer uma compra, entrou na loja só para pesquisar, mas o vendedor foi tão atencioso que acabou levando.

Pensando nisso, prepare a sua equipe para atender bem, encantar o cliente, demonstrar conhecimento e competência e, com tudo isso, oferecer uma experiência de compra que a concorrência não consegue igualar.

Exclusividade

Muitos clientes estão dispostos a pagar caro por produtos que não podem ser facilmente encontrados. Por isso, tente fugir do lugar-comum, diversifique seus fornecedores, inove no seu estoque e ofereça ao cliente um produto que ele não encontra em outra loja.

Conveniência

Conveniência e praticidade também são valores muito apreciados pelo público. Portanto, pense em maneiras de facilitar a vida dos seus clientes. Isso pode ser feito, por exemplo, mantendo uma loja em boa localização, permitindo a troca de produtos em qualquer uma das filiais, implementando sistemas de pague online e retire na loja etc.

Como você viu, preço baixo não é a única maneira de conquistar os clientes. Oferecendo uma combinação de preço e valor seu negócio tem mais chances de atrair e encantar o público!

E aí, gostou do tema? Que tal compartilhar o post nas suas redes sociais e dividir as informações com seus amigos e colegas?