Para ter sucesso na era dos negócios atuais, é preciso que os varejistas expandam seus limites. Isso exige repensar o seu modelo de negócios, decidir como se transformar em um negócio digital, ficar de olho nas tendências tecnológicas do varejo e também fazer investimentos tecnológicos adequados para se tornar líderes de mercado.

Para aumentar a lucratividade da empresa, os varejistas devem melhorar a experiências do cliente, dos funcionários e dos parceiros de negócios. Isso pode ser feito com o uso da tecnologia, a qual permite que todos os processos sejam otimizados.

Dessa forma, este post lhe apresentará quatro tendências tecnológicas no varejo para que você transforme o seu negócio:

1. Chatbots

Os consumidores estão usando seus telefones cada vez mais enquanto estão na própria loja física, usando-os para se informarem melhor sobre sua compra. É o famoso omnichanel.

Com esse fluxo de informação, os chatbots estão disponíveis para orientar decisões e responder a perguntas comuns.

Chatbots podem responder às perguntas dos usuários de forma direta e instantânea, sem exigir longas leituras, reduzindo, assim, a frustração.

Quando bem programados, eles podem responder à pergunta de um cliente em apenas duas ou três interações.

Outro benefício óbvio para um chatbot no varejo é desempenhar o papel de um assistente de vendas, ajudando seus vendedores a tomarem melhores decisões.

2. Tecnologia móvel

A tecnologia móvel mudou a forma como os consumidores interagem com as marcas e, consequentemente, as empresas de varejo tiveram de investir em recursos digitais e de omnichannel para reagir ao comportamento instável do consumidor.

A integração das plataformas móveis com o ambiente digital do seu varejo permite que seus vendedores obtenham dados essenciais para uma verdadeira experiência de cliente de omnichannel.

Como? Imagine: o cliente está acessando o e-commerce da sua loja ao mesmo tempo em que negocia com o vendedor.

Se somente o cliente tem acesso aos dados, ele já sai na frente na negociação e seu vendedor perde o poder de persuasão.

Além dos serviços personalizados, essas tecnologias móveis são capazes de gerar pagamentos sem problemas e on-the-spot, eliminando o tempo de check-out e o tempo de espera da experiência de compra.

3. Inteligência Artificial

Os varejistas e as grandes marcas estão implementando soluções orientadas à Inteligência Artificial (IA), como atendimento automatizado ao cliente, análise de redes sociais, busca otimizada de produtos e recomendações aos usuários.

Por exemplo, a IA no varejo pode aprender sobre os clientes, suas preferências e seu comportamento para conhecê-los.

E, assim, pode conhecê-los tão bem a ponto de decifrar o que eles precisam e quando eles precisam. Isso também resulta em atrair novos clientes com mais facilidade.

4. Pagamento transparente

Para receber pagamentos, as empresas precisam aderir a várias máquinas de cartões para processar e gerenciar seu sistema de pagamento por cartão de crédito.

O pagamento transparente permite que o cliente pague pelo serviço por meio de uma plataforma digital, sem necessidade de transações físicas com cartões ou dinheiro.

Um bom exemplo é a forma de pagamento disponibilizada pela Uber no próprio aplicativo. Isso resulta em mais praticidade e comodidade, tanto para os clientes quanto para os gestores do fluxo de caixa dos varejistas.

Em um mundo extremamente competitivo, a adoção de tecnologia talvez não seja uma conveniência, e sim um requisito.

Há muito poucas empresas que vêem o benefício de aderir a essas tendências tecnológicas no varejo, mas não há melhor momento do que agora. Por quê? Seus concorrentes ainda não visualizaram as vantagens da tecnologia, então isso se torna uma excelente vantagem competitiva para você!

Percebeu como vale a pena ficar de olho nas tendências tecnológicas para o varejo? Siga-nos em nossas redes sociais para não perder essas novidades: Twitter, Facebook e Instagram.